Só o que não é meu

(Antes de ler, veja os posts – Meu ócio criativo e O sofrimento criador)

Amor que dói
Adriana Caitano

Quero um amor dolorido
desses que fazem sangrar,
olhar para o nada,
suspirar

Quero um amor sofrido
pra eu perder tempo,
me viciar,
comer brigadeiro,
molhar o travesseiro,
não querer nem conversar

Quero sentir meu peito abrindo,
meu coração pulando,
uma lágrima partindo,
um frio me rasgando

Porque amor de verdade é doído,
amargo, padecido.
E amar pra valer
faz o corpo pensar
que não consegue se levantar
que não suporta a dor de viver

//
Só o que não é meu
Adriana Caitano

Não me importa se você não me ama,
Não será o último nem o primeiro.
Eu não fui feita pro amor correspondido,
Já me acostumei.
Eu nasci pra amar o nada, a lembrança, o vazio.
Tudo o que não é e não se vê – é isso que eu amo.
Se me amasse, não te amaria.
Não seria atraente aos meus olhos platônicos e sonhadores.
Porque o flerte pode me atiçar,
Mas nada me excita mais que o não amar.

//
Falando em amores sofridos e platônicos:

Eu não existo sem você – de Tom e Vinícius, na voz de Maria Bethânia


Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste

Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos me encaminham pra você

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer

Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
E eu não existo sem você

Apenas mais uma de amor – Lulu Santos

Eu gosto tanto de você
Que até prefiro esconder
Deixo assim ficar
Subentendido
Como uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor obrigação de acontecer
Eu acho tão bonito isso
De ser abstrato baby
A beleza é mesmo tão fugaz
É uma idéia que existe na cabeça
E não tem a menor pretensão de acontecer
Pode até parecer fraqueza
Pois que seja fraqueza então,
A alegria que me dá
Isso vai sem eu dizer
Se amanhã não for nada disso
Caberá só a mim esquecer
O que eu ganho, o que eu perco
Ninguém precisa saber

Amado – Vanessa da Mata

Como pode ser gostar de alguém
E esse tal alguém não ser seu
Fico desejando nós gastando o mar
Pôr-do-sol, postal, mais ninguém

Peço tanto a Deus
Para lhe esquecer
Mas só de pedir me lembro
Minha linda flor
Meu jasmim será
Meus melhores beijos serão seus

Sinto que você é ligado a mim
Sempre que estou indo, volto atrás
Estou entregue a ponto de estar sempre só
Esperando um sim ou nunca mais

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer

Sinto absoluto o dom de existir,
Não há solidão, nem pena
Nessa doação, milagres do amor
Sinto uma extensão divina

É tanta graça lá fora passa
O tempo sem você
Mas pode sim
Ser sim amado e tudo acontecer
Quero dançar com você

Preciso dizer que te amo – Cazuza

Quando a gente conversa
Contando casos, besteiras
Tanta coisa em comum
Deixando escapar segredos
E eu não sei que hora dizer
Me dá um medo, que medo
É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É, eu preciso dizer que eu te amo tanto
E até o tempo passa arrastado
Só pra eu ficar do teu lado
Você me chora dores de outro amor
Se abre e acaba comigo
E nessa novela eu não quero
Ser teu amigo
É que eu preciso dizer que eu te amo
Te ganhar ou perder sem engano
É, eu preciso dizer que eu te amo tanto
Eu já nem sei se eu tô misturando
Eu perco o sono
Lembrando em cada riso teu
Qualquer bandeira
Fechando e abrindo a geladeira
A noite inteira

A sorte é cega – Luiz Gonzaga (cantada por Dominguinhos)

Meu amor, quando te vejo
Fico a suspirar
Por que é tu não vê,
Que eu vivo a te esperar?

Passarinho na gaiola vive sempre a cantar
Passa fome, passa sede
Sem pedir, sem reclamar.
Mas existe a diferença,
Passarinho eu não sou…
Minha fome e minha sede
É teu carinho é teu amor

Dizem que a sorte é cega
Só agora acreditei
Por que fui gostar de ti
Meu amor, isso eu não sei…
Se ao menos eu pudesse alimentar esta ilusão
Que ficou dentro de mim
Machucando o coração.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s