Música Frio na Barriga

Um dia desses ouvi de um amigo de uns 40 anos que ninguém fez algo que prestasse na música brasileira depois das gerações de Caetano Veloso e Chico Buarque e, mais tarde, Renato Russo e Cazuza. Na hora até concordei porque não queria aumentar a discussão. Mas, de verdade, bato o pé agora pra dizer que não é bem assim. Ao contrário do que se espalha por aí como desculpa para importar o pop insosso do povo gringo, o Brasil tem, sim, muita gente fazendo música de altíssima qualidade, com letras, melodias e arranjos incríveis. Há outros não tão criativos assim, mas que prestigiam as raízes do que foi feito no passado. E pra mim não há nada mais afrodisíaco e empolgante do que as raízes da cultura brasileira. Sempre que ouço uma música deliciosa dessas sinto um frio imenso na barriga, mas aquele bom.

Por isso, começo a postar aqui, na categoria Música Frio na Barriga, argumentos para desmontar essa história de que a minha geração não sabe fazer música. Não vou ficar falando demais. As canções e os vídeos saem em autodefesa. Vou colocar as inspirações anteriores também. E juntos eles vão acabar me definindo também… Até o próximo post.

Anúncios

Um pensamento sobre “Música Frio na Barriga

  1. Pingback: Santa – e desejada – paciência! « Adriana Caitano

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s